Saudade...





















Lá longe...
Ao cair da tarde
Vejo nuvens de oiro
que são os teus cabelos...

Lá longe...
Ao cair da tarde
Vejo nuvens de oiro
Que são os teus cabelos...

Fico mudo ao vê-los...
São o meu tesoiro,
Lá longe...
Ao cair da tarde.

Lá longe...
Ao cair da tarde
Quando uma saudade,
Se esvai ao sol poente...

Lá longe...
Ao cair da tarde
Quando uma saudade,
Se esvai ao sol poente...

Como canção dolente...
de uma mocidade,
Lá longe...
Ao cair da tarde.

Comentários

nunomaf disse…
This is the real counter-culture?

Either this blog changes is ways or else i'll have to take drastic measures...

Vous étés autorisée a écrire en Français parce que je suis un vrai polyglotte.

A bien tôt les gaz...
Ligurio disse…
Estiveste bem.
Ligurio disse…
Alentejano:

Até fiquei com a lágrima no canto do olho, mas estava à espera dos ataques ao Queirós. Será depois do 7-0 à Coreia do Norte ficaste com medo de ser mal interpretado?
Do que estás à espera? Quero um post com o bonequinho do campo de futebol e explicação da tácita.

Mensagens populares deste blogue

BPMN can bring death to your process data

5th November 2016 - Frankfurt - She is in parties

26-08-2016 - Cape Town - Return to Zuid Afrika