Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2010

Let we forget

Some interesting debate about Process Modeling: Doing by Design, from Gartner's Jim Sinur.

My thoughts about it:

I don't agree with Keith when he says that "BPM is synonymous with BPMN graphical notation". Many people continue not to understand what BPMN is all about. Geeks say it's mandatory to execute BPEL in order to authoring BPM processes inside a BPMS suite, but as I far my experience goes I never saw any BPM suite doing it magically without a lot of hard code work.

On the other hand, I see BPMN as a door to process oblivion, once people start using it incorrectly, I mean with all the stuff,and complex symbols attached (please don't read 2.0 draft, because it is more and more complex). By the way, I tested IBM's Lombardy that can't import true BPMN diagrams. This means that BPMN never become a standard at all.

When designing something new, I prefer to use storyboards. I assemble a team with process facilitators, process team and end users. I tak…

Enterprise Architectures

Imagem
Enterprise Architectures at it's best (or worst). I like this image very much.

Source: http://blogs.msdn.com/mikewalker/archive/2009/03/11/mapping-current-state-architectures-across-the-enterprise.aspx

Concept Maps

Imagem
This year I rediscovered concept maps. I remember using it 10 years ago when I started working on BPM projects.

I don't know why but I stop using it, maybe because BPMS promised a lot of tools to architect  Business Processes. Figured out that some key points are always missed if you start diagramming immediately processes.  

This map was created using a simple free tool from called CMapTools  http://cmap.ihmc.us


Impunidade? Só em Portugal...

Imagem
Nem mais! Leiam abaixo:

João Querido Manha: O incrível Guerrero in record

Se Hamburgo fosse Portugal, o jogador Paolo Guerrero já sabia que iria sofrer uma suspensão da Liga entre 1 a 4 jogos, por ter atirado com uma garrafa de água a um espectador, mesmo à entrada do túnel do seu estádio. Com parecer jurídico de algum catedrático, talvez lhe conseguissem reduzir a suspensão, considerando que foi provocado de forma acintosa e inaceitável pelo público agredido. Porque, pela luso-jurisprudência desportiva, quem levar provocações para casa não é filho de gente fina.

Embora não restem dúvidas que, apesar da barreira de "stewards" à entrada do túnel, foi à cabeça de um elemento do público que ele fez pontaria, o problema de Guerrero é Hamburgo situar-se no Norte da Alemanha e pertencer à Bundesliga, o mais sério, competitivo e transparente campeonato nacional de futebol.

Por enquanto, não se conhece o castigo a aplicar-lhe pela Bundesliga, mas não deixará de servir de azimute aos suc…

Para reflectir...

Imagem
Porque pelos vistos continua actual, porque as manobras no CJ da FPF continuam a existir, porque a desfaçatez de quem polui o nosso futebol lhe permite manter o "status quo" adquirido, recupero hoje um pequeno texto que escrevi acerca dos casos Apito Final e Apito Dourado, e em que relato uma história burlesca que se passou há algum tempo e que teve honras de abertura de jornais televisivos e 1.ªs páginas em quase todos os jornais diários publicados no nosso país. Trata-se de um texto de humor. Uma sátira aos feudos e senhores feudais que ainda existem no nosso futebol. Mas vamos à história porque isso é que interessa:

1. As escutas.

Ora bem, a discussão acerca da admissão ou não das escutas prende-se pura e simplesmente com o facto de as mesmas não serem admissíveis para crimes com moldura penal inferior a 3 anos. Isto daria total razão aos defensores da nulidade das mesmas não fosse o facto, pelos vistos insignificante pois tem sido ignorado pela maioria dos fazedores de op…