Presidenciais

Agora que consegui ler todas as crónicas sobre os resultados das presidenciais, é-me mais fácil comentar os resultados.

Peço desde já desculpa aos cronistas oficiais dos diversos jornais à venda em Portugal Continental e ilhas por plágio dos seus textos, mas não tenho muito tempo para escrever nestes dias.

Cavaco Silva tinha de ganhar as eleições por muito que seja o desespero da esquerda. Basta lembrar que foi ele que levantou do caos que o país atravessava na década de 80 e que em tudo se assemelha à que agora se manifesta há já muito tempo.

Por outro lado José Sócrates parece-me que é o homem que vai mandar muito funcionário público para casa e quer por este país na ordem.

Os Portugueses não votaram no Cavaco porque é de cor política diferente da de Sócrates e assim temos garantido que alguém irá controlar a acção governativa. Votaram nele porque reconhecem que estes dois homens são os únicos que podem tentar inverter a tendência de estagnação económica que atravessamos. A oposição não tem ninguém que seja uma alternativa a Sócrates. Bloco e PCP continuarão a dar mais do mesmo: Casamentos de homossexuais e presença do estado na economia. Por outro lado temos o CDS que já não é partido, mas sim uma manta de retalhos e o PSD, com Marques Mendes que não tem o mínimo de cariz de Liderança nem uma visão estratégica para o país.

Se não for agora, não é nunca mais.

Uma palavra para Mário Soares: Parece que o Sócrates tinha uma estratégia para enterrar o homem e consegui-o.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

BPMN can bring death to your process data

29-12-2016 - Paris - Book of the year

04-03-2017 - Petra - What Women Want