Mudam-se os tempos mudam-se as vontades


Outrora quando o melhor que se podia fazer à noite, no serão, com a família, era assistir à programação que a RTP nos oferecia, havia um dia em que a família se juntava para votar as canções do festival da Eurovisão.

Naqueles tempos idos, os países que participavam resumiam-se à Europa ocidental. Como o rol era pequeno, tínhamos sempre participação garantida, com belas canções que levavam o publico ao rubro (excepção seja feita ao Carlos Paião, José Cid e Doce).

Ontem retomei o ritual de ver o festival da canção, muito por culpa de uma banda Finlandesa, acusada de praticar culto satânico, que concorria com uma canção de verdadeiro metálica, vestidos e fardados ao nível da melhor caracterização do senhor dos anéis.

A canção a puxar para o pesadote, resumia-se a barulho
e efeitos especiais, mas era completamente original em acontecimentos desta natureza, onde todos os países apostavam em canções pop e os Irlandeses apostavam em baladas (estes não sabem fazer mais).

No final, os gaijos lá ganharam com mérito. Pelo que me apercebi, muita gente nova vê estas coisas do festival e votou nos gajos massivamente.

Será que isto é o princípio de um movimento de mudança nos festivais e que para o ano teremos o Eminem a cantar uma musica hip-pop, ou os Prodigy com o tecno terrorismo, quem sabe os Atari Teenage Riot por lá passarão…

O único que não se acomodou à mudança, foi o nosso Eládio Clímaco, que passou toda a votação a criticar os gaijos - Um verdadeiro velho do Restelo. Para o ano é melhor colocar lá o Júlio Isidro.

Para saber mais sobre os Lordi, vão talvez para a semana a:

http://www.lordi.org/

Esta semana o site está em baixo, os acessos mandaram o servidor para o maneta.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

BPMN can bring death to your process data

29-12-2016 - Paris - Book of the year

04-03-2017 - Petra - What Women Want