O Poder do iPOD

Toda a gente já decerto gastou umas coroas em canções no itunes, tentando obter aquelas músicas do tempo quando se usava drakar noir, cabelos com muito volume ou calças boca de sino.

O verdadeiro poder do iPOD, não são as músicas, é o PODCAST. O PODCasting é uma forma de poder ter acesso a conteúdos off-line, ou seja, informação que se destina a ser ouvida fora dos horários cuja difusão foi inicialmente prevista. Quando o formato foi inventado, estava destinado a emissões rádio, assim era possível ouvir o nosso programa favorito que passava numa altura em que estávamos a curar a ressaca da discoteca.

Este formato pode ter muita utilidade para melhorar a difusão de conhecimento. Nos Estados Unidos, sempre se promoveu muito o ensino à distância e em formato portátil, ainda hoje subsiste a aplicação deste conceito, em formato de áudio books – a possibilidade de ouvir um livro, em vez de o ler.

Nos anos 90, antes da possibilidade de colocar conteúdos vídeo acessíveis a toda a gente impostos pelas restrições da largura de banda, era possível ter acesso a conhecimento através de formatos como o CD-ROM. Cheguei a comprar uns quantos para aprender a estruturar bases de dados em SQL e a aprender Visual Basic. Os cursos estavam muito bem estruturados e era possível a um leigo, com o eu, aprender rapidamente e pôr-se a programar.

Hoje existe um projecto português que aplica o mesmo conceito utilizando o PODCasting. Simultaneamente disponibiliza os conteúdos programáticos na intranet e em Cast. A vantagem é clara, é possível levar connosco as sessões sem ter te estar agarrado ao computador. Este último factor é revolucionário, porque permite na viagem de comboio, ou enquanto se faz jogging efectuar a revisão da matéria dada.

O alargamento deste conceito também pode ser aplicado ao mundo empresarial. As empresas que construíram portais internos onde colocam informação útil aos seus funcionários, podem agora também faze-lo sob forma de PODcast. Imaginem o que é implementar uma alteração num processo empresarial ao nível nacional da maneira tradicional. Constitui-se uma equipa que anda que nem caixeiro-viajante a percorrer todos locais da empresa a recitar sempre a mesma coisa (também se poderia utilizar a vídeo conferência, mas parece que a coisa não funciona lá muito bem, excepto nos Açores). Quem não apanhou ou não esteve presente perdeu a mensagem. Com o PODCast, os conteúdos estão sempre disponíveis e podem ser trazidos pelas pessoas para tirarem duvidas quando quiserem. Se entrar alguém de novo, pode sempre munir-se dos pacotes que necessita de trabalhar para entrar dentro do trabalho que tem de desempenhar. Os pacotes não dispensam a interacção humana para explicar ou contextualizar a natureza do trabalho a executar ou do conhecimento a ser apreendido. Grandes alterações nos processos empresariais também não seriam dispensadas por sessões de apresentação ou discussão, porque aqui também existe uma outra componente de gestão da mudança, contudo, o esforço comunicacional seria menor e a mensagem passaria melhor aos destinatários.

Comentários

Anónimo disse…
... será que pressinto aqui o início de um Business Plan para uma nova actividade de consultoria????

Estou interessado em avançar com a MB Consulting (consultoria de marca branca). Se houver desenvolvimentos põe-me ao corrente.

Cassius
Anónimo disse…
Boa meu. vou obrigar todos os meus trabalhadores a comprarem um ipod com o subsidio de natal. Eu já tenho, mas como não percebo nada dessa merda só uso para fazer de cx de cd's no carro!
Bjs
JA (Dyane forever)
Pig Ninja disse…
Ó Ligurio vai-te catar!!!

Mensagens populares deste blogue

BPMN can bring death to your process data

5th November 2016 - Frankfurt - She is in parties

26-08-2016 - Cape Town - Return to Zuid Afrika